Minority Report Stock Exchange

Imaginar um mercado de futuros atentados onde cada um poderia opinar quem seria o próxima alvo de algum grupo terrorista, quem era a personalidade no Médio Oriente que podia ser assassinada, quem seriam o grupo, quais os locais, dá-me um grande arrepio na consciência. Mas em que é que isto vai contribuir para o combate ao terrorismo? Os tipos da DARPA devem andar nas drogas duras. Felizmente a coisa não avançou mas mesmo assim, o Cryptome guardou uma cópia do site que entretanto foi apagado.

Who watches the watchman?

Agora que se fala tanto em privacidade, terrorismo, escutas telefónicas a chefes de partidos políticos e novas directivas europeias que obrigam as operadoras a facilitar a escuta de *todo* o tráfego (dados, internet ou voz) a um third-party (leia-se, polícia), é muito interessante a história que nos chega da Colômbia, onde se especula se o cartel de Cali desmembrado em 1995, chegou a fazer análise de tráfego da maior parte das chamadas telefónicas que se faziam pelo país. Outro dado que é no mínimo, assustador, refere-se ao facto de que cada Sun workstation do sistema de escutas americano chamado CALEA estar ligada directamente à Internet sem qualquer tipo de protecção nem medida adicional!! E para acabar com mais uma história surpreendente, a polícia de Moscovo tem um método original de escutas em redes móveis GSM. Se querem detectar algo suspeito, basta pedir à operadora que desligue a encriptação em *toda* a rede. Who watches the watchman?

De volta

As férias terminaram. Estive 15 dias sem conectividade, vi televisão muito raramente e lia um jornal diário 2 vezes por semana. And guess what, não senti falta de nada…

As features do MS Word

Parece que existem features no MS Word que alguns plagiadores semi-profissionais não se deram conta. Neste caso, o Governo Britânico esqueceu-se que os documentos MS Word guardam um historial dos seu editores como também onde foram sucessivamente armazenados. Com um MI5 tão bem competente, shame on you, Mr Blair.

União Europeia

Silvio Berlusconi, Il Cavaliere, o homem mais rico de Itália, está agora à frente da presidência italiana da União Europeia. Ontem, o começo desta grande missão não poderia ter sido melhor: num discurso proferido perante o Parlamento Europeu, Silvio acusou os eurodeputados de serem turistas da Democracia e que o alemão Martin Schulz estava envolvido num filme italiano, desempenhando o papel de nazi. Isto porque estes mesmos eurodeputados picaram o Silvio antes, empunhando cartazes que diziam ‘A Lei é igual para todos’. Fantástico. Finalmente as coisas começaram a aquecer por Bruxelas e afinal os chamados euro-burocratas são capazes de não ser assim tão chatos.
Continue reading

Cromos da Bola

Que este país é dominado por cromos da bola, já não é novidade. Isso não evita surpresas cómicas como o facto de um grupito de deputados que foi assistir à final da Taça UEFA em Sevilha, o ter feito a pensar que não iriam ter problemas com a justificação da falta. Sim, porque tiveram a lata de dizer que foram em serviço da nossa estimada Democracia, ou seja, foram representar Portugal na grande final. Sim, não bastava lá estar o Presidente Sampaio e mais algum ministro. Era necessário mais de 20 deputados para termos uma presença digna de um anfitrião do Euro2004. Não tenho nada contra irem lá a tom pessoal em apoio ao seu clube, mas agora justificarem-se perante a Assembleia que foram em missão é não ter um pingo de vergonha. Engraçado, não vi nenhum representante do Estado em missão na Holanda, nos últimos para-olímpicos dos deficientes a apoiar os nossos atletas que trouxeram apenas 21 medalhas de ouro. Pois, compreendo que para além de ver cegos a correr, não existem por lá uns charutos à borla e algo para bebericar…