Terras do Pó

Nas últimas compras para a garrafeira chez-moi decidi incluir um Terras do Pó de 2002. Já me tinham dito que a pinga era boa e ontem abri a garrafa. Recomendo vivamente. Tem um sabor aveludado e intenso que acompanhou um Queijo da Serra que foi só comer e chorar por mais. Não se compara a um Terras do Sado para homens como o Periquita, mas safa-se bem! Estou a saborear o último copo. Lá vou ter que comprar mais umas garrafas nos próximos tempos. É um problema que tenho. Como agora cá em casa sou o único a beber alcool, tenho a pesada tarefa solitária de não deixar que o vinho se estrague. A vida é dura. Hic!

Individual-I

support-black.gif

Today, the rights of individuals are being eroded: by government, by corporations, by society itself. This icon — the Individual-i — represents the rights of the individual.
It represents the right to privacy and anonymity in the information age. It represents the rights to an open government, due process, and equal protection under the law. It represents the right to live surveillance free, and not to be marked as “suspicious” for wanting these other rights.
It recognizes that a free society is a safe society, and that freedom is founded upon individual rights.
The battle for individual rights is just beginning; our side needs a symbol.
We hope to see this symbol displayed proudly wherever individual rights are valued.

A Longa Cauda

The Long Tail, em versão Portuguese TV:

DN Online: SIC retoma caminho da liderança Cabo vence generalistas em Lisboa: “Os canais temáticos distribuídos pela plataforma de cabo lideraram no sábado as audiências televisivas na Grande Lisboa, revelam os dados da Marktest, a empresa que mede o consumo televisivo em Portugal.

Na região lisboeta, o cabo obteve 29,3 por cento de share, suplantando os canais geralistas TVI (25,6), SIC (24,8), RTP 1 (16,6) e Dois (3,7).