E quem nos salva deste gajo?


Aqui mostro a evolução da capacidade/necessidade de financiamento dos particulares e da administração pública. A soma das duas representa a necessidade ou capacidade do país em termos de recurso a financiamento externo. É notório que os particulares já fizeram o seu ajustamento. Desde o final de 2009 que revelam capacidade de financiamento. Já a administração pública aumentou a sua necessidade de financimento, agravando-se de forma notória nos últimos dois anos. Podemos concluir que o défice externo actual se deve essencialmente à forma irresponsável como as contas públicas têm sido geridas nos últimos anos.

Necessidades de financiamento da economia portuguesa, via Capital Humano.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *